Grupo Dose Publicitária - Viva a Cultura da Comunicação

CULTIVE INFORMAÇÃO, OPINIÃO, ENTRETENIMENTO E CRIATIVIDADE

VIVA A CULTURA DA COMUNICAÇÃO

Aqui está nosso blog Para você expandir seu conhecimento com os conteúdos apresentados nos programas da Dose Publicitária.

  • Novas Embalagens Leite Moça – 100 anos para uma mudança acontecer na história do produto

    Novas Embalagens Leite Moça – Leite Moça® 100 anos - Foto divulgação


    A marca de leite condensado mais popular do Brasil comemora seu centenário apresentando novas ilustrações de “moças” brasileiras e reais.

    ______

     

    Pela primeira vez a Nestle mudou a identidade visual do icônico Leite Moça, um produto tradicionalmente ilustrado pela figura de uma mulher camponesa, carregando dois baldes de leite, um na cabeça e o outro na mão direita.

     

    No lugar da camponesa, a campanha “Leite Moça® 100 anos. Tudo que pode dar certo vai dar certo” irá estampar a imagem de sete mulheres brasileiras:


    Dona Sônia,

    Bia,

    Gabriela,

    Angela,

    Terezinha,

    Tia Bena e Amanda.


    Confira abaixo a história de cada uma dessas mulheres na lata



    Novas Embalagens Leite Moça – Leite Moça® 100 anos - Foto divulgação

    Leite Moça® 100 anos. Tudo que pode dar certo vai dar certo


    Os desenhos estilizados lembram esteticamente a identidade visual do produto, com diferencial que agora retratam mulheres brasileiras reais. Um trabalho criativo  e autoral realizado pelas mãos da artista Débora Isla, que em post no seu Instagram, disse estar envolvida nessa criação desde o inicio deste ano, (janeiro/2021), e que vê como uma grande responsabilidade poder representar as diferentes personagens da vida real, retratadas nos rótulos.


    ‘Ser a escolhida para traduzir, de forma ilustrada, a expectativa de uma equipe inteira, é uma baita responsabilidade! Não é só um trabalho de ilustração, é preciso conhecer bem as personagens, fazer pesquisas, testes e estudos’, disse Débora.





    Além das novas latas comemorativas, a campanha ainda conta com um vídeo comercial, em que são retratados momentos que a marca estava envolvida em contextos históricos emblemáticos, como a criação do brigadeiro pelas sufragistas brasileiras para arrecadar fundos para a campanha do Brigadeiro Eduardo Gomes, na década de 1940, além de situações cotidianas de mulheres que encontraram na culinária e na confeitaria formas de empreenderem e, dessa maneira, protagonizarem suas próprias histórias com empoderamento feminino e crescimento pessoal e profissional.





    Em entrevista, Renata d’Ávila, CSO da FCB Brasil completa


    De forma inédita, trocamos a moça da lata por mulheres que ajudaram a construir essa marca. Trazemos histórias de transformação e crescimento pessoal conquistados usando Leite Moça como aliado na culinária e na confeitaria”.


    Toda ação e campanha foi criada pela agência de publicidade FCB Brasil, que destacou em post no Instagram o feito inédito da marca.


    Pela primeira vez em 100 anos, a marca sinônimo da categoria vai ceder o espaço das suas latas, ocupado pela icônica camponesa, para contar a história de quem ajudou a construir a marca no país: as brasileiras” – via @ fcbbrasil.



    Para conferir toda ficha técnica da campanha Clique aqui 



    Além das sete mulheres brasileiras, a Nestle também pertente homenagear outras 100 mulheres, consumidores e empreendedoras, dando espaço para relatem suas histórias e seus vínculos especiais com Leite Moça.


    Esses relatos e histórias serão veiculados ao longo dos próximos meses em postagens no Instagram do produto @leitemocanestle.



    Leite Moça: um nome 100% das brasileiras


    A marca acerta em aproveitar as comemorações centenárias do produto para se posicionar, reforçando sua relevância junto a seu principal publico: as mulheres, principalmente as que se empoderaram por meio do empreendedorismo, vendendo doces e outros alimentos que tem o Leite Moça como ingrediente indispensável.



    Leite Moça - Versão mais atual com a Camponesa

    Leite Moça - Versão mais atual com a Camponesa antes da ação de 
    Leite Moça® 100 anos. Tudo que pode dar certo vai dar certo



    Além disso, a campanha também consegue resgatar a própria história da presença da marca no país. O nome Leite Moça é fruto de uma apropriação popular, já que no início de sua fabricação em solo nacional, a lata trazia estampada a imagem da camponesa e o titulo MilkMaid, que era a versão em inglês.


    No cotidiano, as Brasileiras se referiam ao produto como "leite da Moça". O nome pegou e, anos mais tarde, a marca passou a adotar essa versão que consumimos até hoje: Leite Moça.



    Leite Moça - MilkMaid: A versão americana do nome

    Leite Moça - MilkMaid: A versão americana do nome




    Moça no Brigadeiro: um marketing político


    Leite Moça também faz parte da história politica e social do Brasil, pois é ingrediente primordial na fabricação do brasileiríssimo Brigadeiro, um doce criado para arrecadar fundos para a campanha eleitoral do Brigadeiro Eduardo Gomes, na década de 1940.


    Por meio desse campanha a Nestle expressa sua preocupação em manter uma relação empática com seu publico, diferencial indispensável para as marcas que desejam se manter relevantes junto ao publico consumidor, se renovando e se atualizando de maneira legitima e convincente nas diversas transformações da sociedade e mercado.


    A campanha 100 anos de leite moça iniciou-se no começo deste ano (2021), por isso, podemos esperar mais ações ao longo dos próximos meses, o que pode manter a marca como assunto nos meios e mídias, ampliando sua presença através de histórias como essa, que vão além da lata.


    Confira as histórias das mulheres retratadas nos rótulos:


    Novas Embalagens Leite Moça – Leite Moça® 100 anos - Foto divulgação

    Um sonho na lata ❤️ Quando se viu desempregada, com duas filhas pequenas e o marido na mesma situação, Verbênia decidiu apostar em seus talentos como confeiteira. Na época, o doce da moda era o pão de mel bem recheado, e ela não tinha as forminhas para assar o doce.


    Tia Bena, como é conhecida, pediu aos conhecidos que guardassem para ela latas vazias de Leite Moça ®. E foi nessas latas que ela assou os primeiros doces. Hoje, a doceria Tia Bena tem loja de fábrica, quiosque em shopping e emprega toda a família na Zona Leste da capital. #Moça100Anos

     

    Agora, Tia Bena tem sua história contada nessas mesmas latas e você pode saber mais no @doceriatiabena



    “Quando eu era criança, o leite era muito caro. Então, minha mãe fazia dois furinhos na lata de Leite Moça®, e diluía com café para a gente tomar”.


    Foi assim que o leite condensado começou a fazer parte da vida de Angela, que vive no Rio de Janeiro e, há 15 anos, administra um grupo com 207.300 fãs de Leite Moça®, dedicado exclusivamente à troca de receitas com esse ingrediente. #Moça100Anos

     

    A história da Angela você encontra nas latas de Leite Moça®, no perfil @amjsa_anjinha, e no grupo do Facebook “RECEITAS COM LEITE CONDENSADO”.




    Pudim como terapia ❤️ A assessora de imprensa Gabriela desenvolveu uma terapia particular para enfrentar uma perda: fazer pudim de leite.


    Foi fazendo esta especiaria que ela descobriu uma nova renda na pandemia. Assim nasceu a marca que, neste ano, manteve as contas da família em dia. Gabriela diz que o segredo do pudim veio da mãe, que dizia: "brigadeiro e pudim, só com Leite Moça®". #Moça100Anos

     

    Gabi está nas embalagens de Leite Moça® e no @pudim.terapia





    Já parou para pensar nas receitas que atravessam as gerações? Dona Sônia foi criada com a família se reunindo em volta da mesa para provar doces feitos com Leite Moça®, em Raul Soares - Minas Gerais.


    Décadas depois, as receitas anotadas no caderninho desde aqueles tempos fizeram a fama de Dona Sônia entre as amigas das filhas. Aos 60, virou empreendedora com a receita da palha italiana, que ela cede pra quem peça, mas que nunca sai do mesmo jeito que a sua. #Moça100Anos

     

    A história da Dona Sônia está nas embalagens de Leite Moça® e no @dona_sonia_palha_italiana





    Frente e verso, mãe e filha. ❤️ Há 15 anos, Tereza e Amanda vivem uma parceria doce e amorosa. Na gravidez, Terezinha preparava pavês para completar a renda como cabeleireira. Pouco mais de uma década depois, a segunda profissão virou a oficial, e ela recebeu um reforço especial na cozinha, o de Amanda. Foi nos tutoriais online que ela aprendeu técnicas de confeitaria para os doces feitos com Leite Moça® da mãe. Hoje a história delas faz sucesso no Rio de Janeiro e está nas latas de Leite Moça®. #Moça100Anos

     

    A história da Terezinha e da Amanda você encontra nas latas de Leite Moça®, e no @ateliertalmaetalfilha




    Quando Bia pensa em lar, pensa em doce. Neta de duas avós que cozinhavam muito bem, ela levou este talento adiante: foi estudar gastronomia. Aprendeu muito, mas hoje, trabalha como produtora cultural e deixa as panelas para o tempo livre, quando quer relaxar: “Aí faço um brigadeiro que amo: uma infusão de erva cidreira no leite, misturada ao Leite Moça e, às vezes, ao chocolate branco”, conta ela. #Moça100Anos

     

    A história da Bia você encontra nas latas de Leite Moça®, e no @ma.ra.vi.lho.sa



    ***


    Nossas moças brasileiras valeram-se da sabedoria popular e preferiram chamar o tal leite condensado MilkMaid, em bom português mesmo: O leite da Moça.


    Foi por causa da criatividade brasileira, que deu-se um “jeitinho” de misturar Leite Moça, chocolate e manteiga para criar uma das sete maravilhas culinárias do Brasil: O Brigadeiro.


    O Brigadeiro é tão nosso, é tão presente, que em quase todas as cozinhas brasileiras, existe até panela reservada para fazer Brigadeiro.


    É só olhar para as “boleiras” brasileiras. Boleiras, tradução para a profissão de mulheres que batem um bolão no negócio de fazer e vender doces e bolos nas periferias, garagens ou apartamentos por esse nosso Brasil afora. É por causa delas, das histórias dessas “moças”, empoderadas, empreendedoras criativas que agora, nos 100 anos de Leite Moça, realiza-se uma merecida celebração:


    Sai a loira holandesa, entra a arte de @deboraIslas para ilustrar Dona Sônia, Bia, Gabriela, Angela, Terezinha, Tia Bena e Amanda. Sete Rótulos, sete latas, sete mulheres, sete histórias de doce inspiração que servem de palco para representar as milhares de mulheres brasileiras que tem o “leite Moça” com ingrediente da receita de sucesso que cada uma dessas “moças” tem.


    Pra tempos amargos, tem receita de @pudim.terapia. Leve a mesa a memória doce criativa de @dona_sonia_palha_italiana e faça o segredo se espalhar, formando gerações e graduando chefas numa @ma.ra.vi.lho.sa doce tradição ancestral de avós, passada de mãe pra filha @amjsa_anjinha, furando latas e bolhas para diluir o doce amor no café e sobrar mais #pavê mãe e filha sendo parceiras dentro do @ateliertalmaetalfilha . Guardem o que o que está dito nas latas de Leite Moça: força e coragem e @doceriatiabena e de outras mulheres com histórias poderosas nesses 100 anos de Leite Moça®.


    @leitemocanestle e @fcbbrasil obrigado por mostrar que É por causa delas, as Moças Brasileiras, que tudo que pode dar certo vai dar certo. Foi assim desde o início. Sempre será por mais 100 anos.


    -------------------------------------------------------------------------------------------


    Um pouco dos 100 anos da história do Leite Moça Nestle

    ______


    Criado pelo americano Gail Borden Jr, o leite condensado surgiu quando, ao tentar tentando desidratar o leite comum, Gail descobriu que, no processo de transformar o leite em pó, numa etapa anterior, o produto assumia a textura do leite condensado.

     

    1856 – Antes do leite em pó, a invenção do leite condensado

     

    No ano de 1856, Gail tratou logo de patentear sua invenção, mas, o sucesso do produto aconteceria apenas quatro anos depois, quando estourou a Guerra Civil Americana, já que o produto era utilizado como parte da alimentação dos soldados (sim, o Leite condensado já era usado como ração militar desde sua invenção ) e transportado pelas tropas. Por meio desse logística militar, a carga chegou ao mercado americano, deixando Gail Borden jr um homem rico.

     

    No ano de 1866, quatro anos depois de sua criação, o leite condensado começou a ser fabricado por meio de processo industrial.

     

    Leite moça já foi usado como energético para crianças

     

    Enquanto isso, na Suíça, no vilarejo de Cham, o americano George H. Page, proprietário da empresa Anglo Swiss Condensed Milk, começou a fabricar o produto também em escala fabril, aproveitando o leite abundante e de boa qualidade que era produzido no país.




    Mais força com Leite Mola - Anúncio que vendia o produto como energético para o desenvolvimento das crianças


    A versão suíça do leite condensado caiu rapidamente no gosto popular, conquistando principalmente as mulheres da Europa, que usavam o produto como reforço alimentar dos filhos, por conta do seu valor energético e açucarado.

     

    No ano de 1878 foi a vez da empresa suíça Nestlé, que começo a fabricar o seu próprio leite condensado.

     

    A concorrência entre a Nestle e a empresa de George H. Page levou a uma fusão e, no ano de 1905, nascia a holding Nestlé & Anglo Swiss Condensed Milk CoEm 1890, o leite condensado chegou ao Brasil com o nome de Milkmaid, trazendo no seu rotulo a imagem de uma camponesa suíça do século XIX.

     

    Na Suíça, uma das macas mais conhecidas de leite condensado era a LA LAITIÉRE, que significa “vendedora de leite”. No processo de exportação para outros países e continentes, a marca procurou nomear o produto segundo a tradução equivalente para cada idioma. Por isso, Milkmaid nos EUA e, em espanhol LA LECHERA.

     

    Voltando o Brasil, cerca de 30 anos depois do produto ter chegado em solo nacional, o leite moça foi rebatizado espontaneamente por meio da apropriação que as mulheres consumidoras brasileira fizeram ao utilizarem o produto no dia a dia.

     

    Além do fato de ter estampado no rótulo a imagem dessa mulher camponesa, o nome exibido era MilkMaid (na versão americana). Segundo a empresa, razão era porque não havia palavra ou termo equivalente em português.


    Por isso, era mais que natural que as brasileiras se referissem ao produto como Leite da Moça.



    versões da Lata de Leite Moça ao longo dos tempos

    Versões da Lata de Leite Moça ao longo dos tempos


    Anos depois de a Nestle estar amplamente fixada no Brasil, a marca resolveu adotar o nome popular do produto. Foi em 1937, que o americanizado nome Milk Maid foi, então, renomeado oficialmente pela empresa de LEITE MOÇA®, tornando-se de vez um dos muitos produtos icônicos que representam, além de qualidade, sinônimo do seu seguimento.


    Saiba mais:


    Quer se aprofundar um pouco mais na história do leite condensado Leite Moça? Confira o vídeo especial abaixo que traz um resumo bem completo sobre a trajetória desse produto.




    _______________________________________________________________

    Fontes:

     

    https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2021/06/14/pela-primeira-vez-leite-moca-tira-camponesa-das-latas.html


    https://embalagemmarca.com.br/2021/06/leite-moca-substitui-camponesa-da-embalagem-por-mulheres-brasileiras/


    https://www.nestle.com/aboutus/history/nestle-company-history/page-brothers-anglo-swiss


    https://pt.slideshare.net/MDSADIQUESULEMAN/success-story-of-nestl-milkmaid


    https://corporativo.nestle.com.br/anestle/historia


    https://historyofbusiness.blogspot.com/2018/07/milkmaid-brand-of-milk.html#:~:text=In%201866%2C%20US%20brothers%20Charles,Milk%20Company%20in%20Cham%2C%20Switzerland.&text=The%20brand%20that%20began%20Nestl%C3%A9's,even%20daily%20throughout%20the%201890s.


    https://www.wipo.int/wipo_magazine/en/2016/04/article_0003.html


    https://www.nestle.com.br/marcas/moca


    https://mundodasmarcas.blogspot.com/2006/06/milkmaid-o-leite-da-moa.html


    https://mercadoeconsumo.com.br/2021/05/01/campanha-de-100-anos-do-leite-moca-faz-homenagem-a-mulher-brasileira/


    https://www.gazetadopovo.com.br/bomgourmet/produtos-ingredientes/100-anos-do-leite-condensado-nestle-no-brasil-da-farmacia-para-a-casa-de-quase-todo-brasileiro/


    _______________________________________________________________

    Elidio Santos

    Elidio Santos
    Poeta | Escritor Criativo | Especialista em Redação Publicitária e Criação de Narrativas | Inventor dos heterônimos Manay Deô | Salatiel | Aristiliano | Canistro Balthamos | Solenildo | Aster Yrota | Co-Criador do Canal no YouTube Dose Publicitária
    Fale com Elidio Santos - > 📬 elidio.publicitário@gmail.com
  • Mercado Livre Anuncia: Beijos LGBTQIA+ É Normal


    Patrocinadora do Mês da parada do orgulho, Mercado Livre resignifica beijos icônicos do cinema e cultura pop com casais LGBTQIA+

     ______


    O Mercado Livre lança NovosBeijos Icônicos, campanha publicitária criada pela agência GUT em que protagoniza casais diversos reproduzindo beijos icônicos do cinema e cultura pop.



    A marca é patrocinadora oficial da Parada do Orgulho, evento que esse ano acontecerá de forma remota, com transmissão ao vivo pelo canal do You Tube Dia Estúdio . Por meio dessa ação publicitária de fomento a diversidade , o Mercado Livre tem o objetivo de democratizar o beijo entre de casais LGBTQIAP+, além de convidar as pessoas a difundirem a campanha, disponibilizando o download gratuito das imagens dos #novosbeijosiconicos.



    Além da disponibilidade irrestrita das peças criadas, a cada download realizado, o Mercado Livre doaráR$1 para a Casa1, entidade de atuação e assistência social para suporte da população LGBT mais vulnerável e população em situação de rua.



    Uma forma de tornar mais tangível e simbólico uma campanha publicitária que já nasce com jeito, cara e atitude de fazer parte da história da propaganda. O tempo irá nos dizer.



    Veja Beijos Icônicos do online para a rua


    Se você precisar sair de casa, com toda segurança que o momento pede, e passar por lugares icônicos da sua cidade, poderá ver o desdobramento da campanha em totens de pontos. É o caso da avenida Paulista, icônica via da capital paulista, tradicional palco da parada do Orgulho LGBTQIA+, evento que por mais este ano acontecerá de forma online.


    Artistas ilustradores LGBTQIA+ foram convidados para retratar os beijos da campanha por meio de seus traços e vivências em peças que serão expostas na rua, contribuindo com a sustentação das ações no digital, via ativação out-of-home.


    O Mercado Livre também convidou um time de influenciadores digitais, que ao longo de todo mês do orgulho, realizarão releituras de beijos icônicos em formato de fotos, estimulando seus seguidores participarem do movimento.


    Dessa maneira, os beijos icônicos do Mercado Livre marca presença, ajudando a causa da diversidade a desfilar publicitariamente na avenida paulista e pelas publis das redes sociais.


    Um cuidado LGBTQIA+


    Os atores que vemos se beijando nas cenas dos Novos Beijos Icônicos, são casais de verdade e que mantém relacionamento sério, um cuidado adicional na produção, tendo em vista o momento atual da pandemia.


    “Como uma marca que acredita na liberdade, inclusive para o amor, pensamos que repensar esses beijos criando novos beijos icônicos era algo necessário”, pontua Bruno Brux, ECD da GUT São Paulo. (fonte: Site Meio & Mensagem).


    O que pode ter inspirado Os Novos Beijos Icônicos?


    Pare agora e pesquise no Google por: beijos.


    É certo que a maioria das imagens serão de casais heteros se beijando e praticamente nenhum casal diverso. Isso não deveria ser normal, pois o amor é livre e diverso quanto mais livres e diversos forem as expressões de amor.


    “Se você pesquisar no Google agora beijos icônicos ou beijos, você verá que 99% são imagens heterossexuais. Então, entendemos que poderíamos levar uma mensagem de normalização, de progresso e de mudança. Para nós, o sucesso da campanha será atingido se conseguirmos, de fato, mudar o algoritmo do Google e conseguir fazer um antes de depois da campanha”, explica Thais Souza Nicolau, diretora regional de branding do Mercado Livre. (fonte: Site Meio & Mensagem).


    Se numa ‘Goolgada’ já é difícil para pessoas da comunidade se verem representadas, imagine então na vida real, que a depender do local, casais LGBTQIA+ evitam até andar de mãos dadas por medo de agressões homofóbicas físicas e verbais.


    A escolha criativa de se usar cenas de beijos em filmes icônicos como “Rock: um lutador”, de momentos históricos como a queda do muro de Berlim e casamento da realeza britânica, foi como acertar um soco bem dado para derrubar as barreiras do preconceito e fazer publicidade para que se reine normalização do amor diverso, porque a diversidade é o normal na vida e no amor.


    A estratégia de se disponibilizar o download das imagens doa beijos Icônicos, torna a campanha potencialmente elemento de inspiração, promovendo a mensagem de se compartilhar e espalhar os beijos de casais diversos.


    Artistas e criadores de conteúdo tornarão possível, por meio de seus olhares e vivencias, expressarem arte, tendo as peças dessa publicidade plural como tela, ajudando a enriquecer de diversidade a busca pelos mais belos beijos icônicos que, a partir de agora, irão começar a surgir nos mecanismos de busca e nos corações de quem reconhece a diversidade do amor como normal.


    Aliás, você consegue identificar os filmes retratados nos novos beijos icônicos?


    ______


    O beijo é um ato de amor revolucionário, pois o amor é a própria revolução. Uma atitude transgressora.


    É obvio dizer que o amor é livre. Mas acredite, vivemos tempos em que o obvio precisa ser conscientemente repetido, não para cansar, para ampliar

    as Lindas

    aleGrias

    Belezas

    que Transformam

    a todos Queer I Amam e+e+e+e = 10.8731273138 milhões de vezes X amar o amor LGBTQIA+; e pode Pansexual que podemos fazer isso ser muito ++++++++++++++++


    Beije, ame. Seja livre. Lutemos por e para essa comunidade ser a nossa. É Unbuntamente poderosamente possível eu ser por que LGBTQIA+ somos. E nesse somos, estamos como aliados, posicionados para que a vida em arco-íris seja plena, como toda vida deve ser.


    Existe muita luta para que essa "toda vida deve ser" seja mesmo vida. Por isso, lutemos. Em protestos, nos espaços acadêmicos e empresariais, nos contextos familiares, na propaganda (na criação e na exibição)... é lutar para que esse amar seja o mar que invada e hidrate as secas terras de ódio, para que no lugar brote o amor. Só amor. São Amar.


    Pausa para beijar II:


    Beije mona, beije bixas, beije mulheres, beije homens, beije no amasso de seus corpos, sejam eles pretos, gordos, magros, beije intensamente até fazer desse beijasso um ícone, símbolo de resistência.


    Beija é poder resistir.


    Mostre que a liberdade é feita de pessoas e suas identidades, e seja você aliado na luta de garantir que esse carinho afete os corações, transfonando borboletas em irradiantes arco-íris que iluminam o seu, o meu, o nosso e todes amores.


    Viva Orgulhosamente o dia de [ continuas lutas e necessárias celebrações ] da comunidade #LGBTQIA +








    Elidio Santos

    Elidio Santos
    Poeta | Escritor Criativo | Especialista em Redação Publicitária e Criação de Narrativas | Inventor dos heterônimos Manay Deô | Salatiel | Aristiliano | Canistro Balthamos | Solenildo | Aster Yrota | Co-Criador do Canal no YouTube Dose Publicitária
    Fale com Elidio Santos - > 📬 elidio.publicitário@gmail.com
  • NAVEGUE PELOS TEMAS DA NOSSA PROGRAMAÇÃO

    _____________________

    A CULTURA DA PROPAGANDA ESTÁ NA PROGRAMAÇÃO

    UM CANAL EXCLUSIVO PARA FOMENTAR A PUBLICIDADE DO PASSADO, PRESENTE E FUTURO .
    CONHEÇA OS CONTEÚDOS DO CANAL

    DOSE PUBLICITÁRIA

    Entretenimento, informação e opinião crítica

    para elevar a comunicação criativa da propaganda ao nível de Cultura Pop.

    AQUI ESTÃO ALGUMAS SUGESTÕES DA

    NOSSA PROGRAMAÇÃO

    Agora que você conhece os programas do canal Dose Publicitária

    prove alguns dos vídeos abaixo e clique aqui para se inscrever no youtube

    Drops Publicitário

    Sabedorias Publicitárias

    Retrô Publicitário

    Drops News

    Hiper Dose

    Super Dose

    Máquina Publicitária

    CONECTE-SE AO NOSSO CONTEÚDO E

    AJUDE NOSSAS REDES CRESCEREM

    Siga o perfil da Dose Publicitária nas principais redes sociais e espalhe nosso conteúdo

    para quem gosta de saber mais sobre o mundo da publicidade e comunicação.

    +130

    SÃO FÃS DA DOSE NO

    FACEBOOK

    286

    CURTEM A DOSE NO

    INSTAGRAM

    128

    SEGUEM A DOSE NO

    TWITTER

    15

    ESCUTAM A DOSE NO

    SPOTIFY

    NOSSOS SERVIÇOS & PRODUTOS

    Conteúdo, Agência de Publicidade, EduCom, Fomento Cultural, Loja e Acervo.

    FORTALEÇA RELAÇÕES, REPERTÓRIOS E NEGÓCIOS COM O

    GRUPO DOSE PUBLICITÁRIA

    Serviços e Produtos para agregar mais valor para você ou para sua empresa

    com o profissionalismo da nossa marca.

    ACOMPANHE AS NOVIDADES

    ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    APAREÇA & CRESÇA NA DOSE PUBLICITÁRIA

    Conheça as formas da sua marca fazer parte da cultura dos nossos conteúdos e programação.

    PARA SUA MARCA APARECER EM CONTEXTO

    ANUNCIE BEM NA DOSE

    Escolha nossos meios e formatos de parcerias comerciais

    para exibr seu anúncio em nossas linguagens de arte, texto e video

    CULTURA & MISSÃO E VISÃO

    A razão de existirmos no mercado criativo, educacional e cultural.

    PARA SABER NOSSO PROPOSITO

    LEIA NOSSA BULA

    Conheça os princípios ativos da Dose Publicitária

    da nossa Missão, Visão, Valores e Proposito

    FALE COM A DOSE

    Sobre o que você gostaria de falar conosco? Os detalhes de contato estão abaixo.

    Dose Publicitária

    • Cidade:São Paulo - SP
    • Região :Freguesia do Ó
    • WhatsApp :11 94044-4194
    • Email:contato@dosepublicitaria.com

    Seja para nos criticar, elogiar, sugerir, tirar dúvidas ou fazer parcerias e negócios, use este espaço para entrar em contato conosco.

    A Dose Publicitária está aberta também para receber a sua mensagem e começar uma boa conversa. Vamos te responder assim que possível. Se preferir, use o endereço de e-mail ou número de WhatsApp que estão ao lado. Lembre-se de mencionar o assunto. Vamos conversar?