-->

  • As 5 Melhores "ParaPropagandas" da Publicidade - #DosePublicitária


    O sucesso jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 chegaram ao fim, e deixaram cravados sua marca no coração e mente dos brasileiros.

    Além de muitas medalhas, conquistas e cenas antológicas, também se criou muito polêmica nessas Olimpíadas brasileiras.

    Existe o fato de a Rede Globo não ter dado a mesma ênfase na transmissão dos jogos paraolímpicos em seu canal aberto.

    Mas, como diria o Fluffy do treta News, o furdúncio da vez foi com a campanha desenvolvida pela agência de publicidade Africa para o Comitê Paralimpico Brasileiro (CPB).

    #SomosTodosParalimpicos

    Cleo Pires e Paulo Vilhena com os paratletas Bruna Alexandre e Renato Leite nos bastidores da campanha (Foto: Divulgação)
    A campanha contou com a criação de uma peça em que exibia a atriz Cleo Pires (Embaixadora dos Jogos Paraolímpicos) e o ator Paulinho Vilhena com deficiências físicas.

    As imagens, veiculadas na revista Vogue, foram geradas a partir de uma montagem em que foram usados os corpos dos atletas paralimpicos Bruna Alexandre (tênis de mesa) e Renato Leite (vôlei sentado).

    O objetivo, segundo o CPB era promover as Paralímpiadas, “chamar atenção para as pessoas com deficiência” que “ainda são, em grande maioria, invisíveis. Os atletas estão presentes em outras fotos e ficaram muito felizes em participar da campanha” 


    Cléo Pires e Renato Leite na Vogue de setembro (Foto: André Passos; direção de arte: Clayton Carneiro)

    A internet em peso levou o tema aos trending tops do twiitter na ocasião, só que questionando o conceito de representatividade nas escolhas dos atores.

    Na opinião de uma internauta no site da Vogue “Por que, ao invés de colocar a Cléo na "pele" da Bruna Alexandre, ou Paulo Vilhena no "corpo" do Renato Leite, não chamaram os atletas para estrelar a campanha? ”

    Gostaria de poder contribuir com essa discussão da tal "representatividade" cobrada por alguns.

    Primeiro expondo a opinião de minha irmã, pedagoga e portadora de distrofia muscular. Ela estava por fora de toda essa discussão, e por isso, mostrei a campanha para ver sua reação.

    Bom, tirando o fato de que ela não gosta do ator Paulinho Vilhena (sabe-se lá porque) ela achou a campanha sensacional, e não entendeu o motivo de tanto espanto da galera da internet.

    Além de minha irmã, os atletas paraolímpicos e o Comitê paraolímpico Brasileiro endossaram a campanha, apoiando o incentivo e divulgação, isto porque, semanas antes do evento, cogitava-se que as paraolimpiadas não iram acontecer, devido o baixo índice de pessoas comprando ingresso.

    Na ocasião o presidente Michel Temer chegou até se reunir com o prefeito do Rio Eduardo Paes, informando que investiria verba federal para garantir que o evento se realizasse, juntamente com apoio de investimento de iniciativa privada.

    O Humorista/jornalista/Youtuber Rafinha Bastos, postou um vídeo em seu canal do You Tube, mandando um recado bem contundente a quem criticou a ação da Cléo Pires e do Paulinho Vilhena.

    Em tom irônico, Rafinha disse:

    "Qual é o problema? Ah não, eles não poderia ser escolhidos porque na verdade eles não são deficientes, Aquilo ali é Photoshop" Respondendo a propria ironia, Rafinha pergunta: Deixa eu entender uma coisa, quer dizer que se eu apoiar a luta contra o racismo eu necessariamente preciso ser negro? Ah, não eu quero apoiar a causa gay? Vai transar com cara, você precisa transar com homens Rafinha"

    O caso foi então parar no CONAR ( ) para ser julgado sob acusação de "inapropriada", “desrespeitosa” e “discriminatória” 

    Por fim, quero deixar abaixo uma lista com 5 comerciais que protagonizam a imagem de deficientes físicos.

    Com vocês as As 5 Melhores "ParaPropagandas" da Publicidade:



    01-Campanha: O Treino que Muda Opiniões – Rio 2016

    Cliente: Rio 2016
    Agência: Ogilvy Brasil
    Ano: Set/2015


    Em uma ação de marketing realizada pela agência de publicidade Ogilvy Brasil para promover as Paraolimpíadas Rio 2016, convidou atletas paraolímpicos para passarem uma semana, visitando algumas academias de ginástica do Rio de Janeiro e participarem de um treino mais que especial. Câmeras escondidas flagraram a reação dos frequentadores.

    A campanha foi premiada com BRONZE na categoria MEDIA em CANNES 2016, uma dos mais importantes eventos do mercado da criatividade.

    02 - Campanha:Because who is perfect?

    Cliente: Pro Infirmis
    Because who is perfect?
    Agência: Jung von Matt/Limmat, Zurich, Switzerland
    Ano: Dez/2013 (Dia Internacional da Pessoa com Deficiência fisica)


    A Pro Infirmis é uma organização de caridade suíça que trabalha em prol de auxiliar a integração das pessoas com deficiência física.

    Para desafiar as percepções que temos a respeito das pessoas com necessidades especais, a agência de publicidade Jung von Matt/Limmat (Zurique, Suíça) criou para a instituição a campanha Because who is perfect? (Porque quem é perfeito?) em que um artesão confeccionou diversos manequins de roupas modelados a partir dos corpos de diversas pessoas com deficiências físicas.

    Assim que prontos, as peças foram expostas em vitrines de lojas de luxo da Bahnhofstrasse de Zurique, famosa rua das principais e mais famosas grifes de roupas em plena época de natal.

    As pessoas que aparecem no vídeo e emprestaram seus corpos como modelos para os manequins são Jasmin Rechsteiner, Alex Oberholzer que é moderador de rádio e crítico de cinema, o atleta Urs Kolly, a blogueira Nadja Schmid, e o ator Erwin Aljukic.


    Seus manequins foram criados e vestidos para cinco lojas em Zurique. O lema da campanha é "Porque quem é perfeito?"

    03- Campanha: Carlinhos
    Cliente: Fundação Síndrome de Down
    Agência: DM9DDB
    Ano: 1998



    Em 21 de março de 1998, foi ao ar na televisão Brasileira o emocionante comercial do Carlinhos e seu amiguinho para conscientização e comemoração ao Dia Internacional da Síndrome de Down.

    Criada pela agência de publicidade DM9DDB, o vídeo contou a história de Carlinhos e seu amigo. Enquanto brincavam juntos em um carrossel e embalados pela canção "Fake Plastic Trees" da banda Radiohead, eram exibidas mensagens contando sobre a rotina de Carlinhos, uma criança que ia a escola todos os dias, fazia natação e tantas outras atividades enquanto seu amiguinho não fazia nada.

    Uma das crianças era portadora de Síndrome de Down, condição que na concepção de muitos limitava a pessoa de realizar muitas atividades que outra considerada “normal” faria.

    O comercial então dá uma guinada, mostrando que quem era o Carlinhos (a criança que realizava todas aquelas atividades) era justamente a criança com Síndrome de Down, e o seu amiguinho era um menino de rua.

    A relevância do comercial foi tocar nesse tema de uma forma tocante, ensinado que “a pior síndrome é a do preconceito”.

    04 - Campanha: Meet The Superhumans (Conheça os Superhumanos)
    cliente: Chanel 4
    Agência: 4creative London, UK
    Ano:Jun/2013


    05 - Marks & Spencer

    Sebastian Branco, garoto com Síndrome de Down,
    vira garoto propaganda de loja de varejo na Grã-Bretanha
    Ano: 2012

    Assista o vídeo a seguir para entender o caso:


    Assista o comercial em que Sebastiana aparece aos 0:46 correndo com a molecada:

    ___________________________________________________________________
    FONTES:

    http://www.meioemensagem.com.br/home/comunicacao/2016/09/12/conar-julgara-campanha-paralimpica.html

    http://vogue.globo.com/moda/moda-news/noticia/2016/08/somos-todos-paralimpicos-campanha-com-cleo-pires-e-paulinho-vilhena.html

    http://www.geledes.org.br/campanha-somos-todos-paralimpicos-e-acusada-de-discriminacao-e-sera-julgada-pelo-conar/#gs.GsnBAro

    http://entretenimento.r7.com/blogs/keila-jimenez/2016/09/10/campanha-paralimpica-de-cleo-pires-e-acusada-de-discriminacao-e-sera-julgada/

    http://propmark.com.br/mercado/conar-vai-julgar-campanha-somos-todos-paralimpicos
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Doses em destaque

    Postagens mais visitadas

    Postagens mais visitadas